segunda-feira, 1 de junho de 2015

Resenha Fanfic - Tal pai, Tal filho



Título da Fantic: Tal pai, tal filho
Autor: The Escapist
Gênero: Drama, Lemon, Mistério, Romance, Yaoi
Classificação: +18
Resenha por: Kaline Bogard

Sinopse

John podia dizer que tinha tudo. Era jovem, rico e estava apaixonado. Um homem não poderia querer mais da vida. Seria perfeito se não fosse sua relação difícil com o pai, que o rondava feito um fantasma. Ele queria a liberdade, mas o preço a pagar por ela poderia ser alto demais.


Resenha

“Tal pai, tal filho” trata-se de uma narrativa fluída e envolvente onde o leitor é apresentado a John e Freddy, dois jovens promissores e bem sucedidos que mantém um envolvimento secreto.  Acompanhamos o atrito entre ambos quando um deseja assumir a relação e o outro se posiciona contra essa decisão.
Outros elementos se somam a esse conflito: temos John e seu pai, cuja relação é atribulada, cheia de cobranças, acusações e desrespeito.   Conflitos de interesse e jogadas de poder.
O equilibro da situação é destruído quando uma tragédia atinge a família Rockefeller: um crime hediondo onde todos os indícios apontam um suspeito inesperado.  A polícia assume as investigações e a verdade vem a tona revelando o suspeito improvável!

Pontos Positivos
A história tem um bom português, é dinâmica e bem escrita.  Os personagens são carismáticos, verossímeis, bem abordados. Captura elementos da nossa realidade: ou seja, o enredo pode muito bem acontecer no mundo real.  Não apenas pode, como acontece.

Ponto Negativo
A investigação acontece muito rápido e podia ser um pouquinho melhor desenvolvida. Mas se trata de uma oneshot, logo tal fato não tira o mérito da história em nada.


Análise dos Personagens


John: o jovem responsável e batalhador que, apesar de ter vindo de berço de ouro, luta por seus interesses e faz por merecer as conquistas que alcançou.  É responsável, educado, digno. Mas tem seus medos: de assumir a relação homossexual e enfrentar a reação da sociedade. Ele se sente preso, se debate naquele dilema sobre a decisão mais acertada. John sabe que deseja algumas coisas horríveis leia pra saber o quê, mas ao mesmo tempo não consegue evitar.  Apaixonado por Freddy, comente alguns erros que machucam seu companheiro e podem prejudicar a relação que tem. Essa ambivalência o deixa muito humano

Freddy: um artista, visivelmente o mais sensível, cujo passado atribulado esconde um problema talvez não devidamente resolvido com drogas.  Entusiasta capaz de desafiar tudo e todos para assumir o seu amor, corajoso, atarefado, o cara que quis a fama e conseguiu, quando tantos caem pelo caminho. Suas escolhas refletem bem a personalidade animada, dinâmica, intensa.  Em alguns momentos intensa até demais em contrapartida com o jeito mais sério e contido de John.

Ernest: pai de John e grande responsável por maior parte dos problemas na vida do rapaz. É um personagem cheio de erros, cujas falhas e egoísmo trazem toda sorte de dificuldades a quem o rodeia, um homem que projeta no mundo o pior de si e espera algo similar em retorno.  Trata a todos como objetos que podem ajudar a alcançar um fim. Ele plantou o que colheu.

Ben: irmão mais novo de John, tem um vinculo complicado com o pai.  Logo na primeira aparição quebra aquele estereotipo do caçula “filhinho de papai” e isso volta a tona no final da história de modo bem inesperado.

2 comentários:

  1. Eu estou passada, ahaha. Kaline (e Kori), cês me matam do coração. Eu adorei a resenha, sério mesmo, nunca tinha tido uma fic minha resenhada e foi lindo. Obrigada pelas palavras; eu achei incrível como você fez uma leitura certinha dos personagens, sabe? Especialmente do Freddy, cara, você compreendeu exatamente o jeito dele e isso me deixa muito feliz, porque eu acho o Freddy muito complexo e um dos grandes desafios dessa fic foi tentar transpor um pouco dele para a história; ainda achei que ficou falha nisso, mas você teve uma visão global do personagem, e nossa, nem sei o que dizer.
    Sobre os pontos negativos (você foi boazinha, tem muitos outros), realmente a quantidade de palavras de uma one limitou a história; mas também tem o fato de ter sido a primeira nesse gênero. Então é isso, adorei a resenha e obrigada:D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! Inauguramos essa sessão do site e eu gostei muito da forma que desenvolveu os personagens. Então se eu consegui captar a essência deles, é seu mérito :D Desenvolver personagens é a parte mais dificil da história (pelo menos pra mim), e levando em consideração limitação de palavras por ser uma one dá pra ver que foi um bom trabalho. Fico feliz que tenha gostado :D

      Excluir

Sabe porque a galinha atravessou a rua?
Para ler seu comentário na lan house (Tum dum tsss)