sábado, 19 de janeiro de 2013

Cópias, plágios e os créditos...cadê?

Um dia, Chacrinha disse a seguinte frase: Na televisão, nada se cria, tudo se copia.
O apresentador morreu em 1988, aos 70 anos de idade. Mesmo 25 anos depois de sua morte, o comunicador nunca esteve tão atual com sua frase.
Agora veja como fica assim:
Na internet, nada se cria, tudo se copia.

Concorda que essa frase esta terrivelmente correta? Nada me deixa mais desanimada em ver (no caso ler) artigos de outros sites copiados sem edições, e ainda pior, sem informar quem é o autor original, que teve todo um trabalho de fazer pesquisas para que o conteúdo fosse verídico e confiável. Mas acabam perdendo sua validade, e as vezes a veracidade, depois que copiados por sites não muito confiáveis, ou já conhecidos por passar informação falsa.
Existem vários blogs neste formato.

Claro que existem alguns que repassam informações, com suas opiniões sobre o fato, ou simplesmente quer compartilhar um acontecimento importante para os leitores. Eu não vejo isso como algo ruim, apenas acredito que as pessoas deveriam ser mais honestas e darem os devidos créditos a quem merece.


Dentro desse assunto, quero também falar sobre as fanfictions.
Todos os dias, na moderação do site Nyah! Fanfiction, a qual eu sou moderadora, diversas denuncias de plagio são respondidas. Um bom exemplo são os textos completamente copiados de livros, com apenas os nomes dos personagens trocados. Alguns chamam de adaptação, eu chamo de plágio.
Um dia, uma pessoa me disse que odiava fanfictions. Simplesmente porque quem escreviam eram dementes sem cérebros, e sem ideias originais para escrever suas próprias histórias. Eu também fiquei chateada com isso (se é que você ficou agora) e não me recordo bem quais foram exatamente as palavras que usei como resposta, mas deixei claro que, as pessoas a qual ela chama de dementes, não tem o intuito de plagiar o autor original, ou roubar sua ideia. Mas sim uma forma que muitos encontraram para dar continuidade a um filme, série ou livro que já terminaram, ou que ainda esta em fase de criação. Quem sabe criar um final diferente para seu personagem favorito. Entre tantos outros motivos que leva um fã a escrever uma história.

Conheço pessoas que são extremamente metódicas ao escrever fanfictions. Levam muito a sério, porque, além de amar escrever, também tem um carinho grande pelo Universo criado por outra pessoa.
Por isso, acredito que é importante acrescentar a fonte das informações, mesmo que sejam irrelevantes, ou pequenas. E isso se estende principalmente para trabalhos escolares, onde alunos facilmente copia o texto em um site, cola e imprime.

Deve ser um pouco decepcionante, para um professor ler trabalhos escolares nesse formato. Enquanto estava no ensino médio, eu ainda não possuía um computador, internet. Isso foi em meados dos anos 2000 e 2001. Passava horas lendo livros para encontrar um simples texto. Enquanto hoje o CTRL+F já nos possibilita encontrar o que é desejado. Não digo que as vezes é muito útil, mas infelizmente essa facilidade acaba trazendo prejuízo para os mais jovens, deixando-os mais preguiçosos a leitura, ou menos curiosos em ler e descobrir coisas novas.

E futuramente, será minha filha nesse árduo caminho de pedras que é a escola, e as tentações de facilidade dispostas na internet. Mas o meu trabalho como mãe será instruí-la corretamente. E ao menos isso, eu posso garantir de que será feito.


*As imagens utilizadas foram retiradas do site Google imagens

Um comentário:

  1. Plágio é uma coisa extremamente complicada, hoje vemos de tudo, até coisas que podem ser simples coincidência ou foram feitas pela mesma pessoa e a que acusa não tem ideia disso.
    Fanfictions são algo complicado, amo minhas fics e textos originais e muitas vezes nem uso o universo em que a história se passa, gosto muito de U.A's, morro de medo de algum dia estar em algum site por ai e pegar uma fiction minha lá :/
    Hoje em dia o crtl+c ctrl+v é uma ferramenta útil de mais... É ruim de certa forma, porque tem gente que só copia e jogo ali, nem vê se no meio do texto está escrito alguma besteira como "bananas dançam ballet". Mas devo dizer que as vezes é mais fácil pegar e fazer um resumo do texto (quando se tem força de vontade para isso). Alguns professores passam trabalhos maçantes... Um exemplo são os que recebo de história, amo história, mas o professor que tenho hoje em dia, não; ele passa poucos trabalhos durante o ano e eles não costumam me dar interesse algum :/
    Enquanto isso o ctrl+f nos leva ao ctrl+c ctrl+v.
    Bem, sua filha é nova, então por enquanto essa preocupação com trabalhos é bem tranquila, isso só começa mesmo para a terceira série (hoje em dia 4º ano). Acho que o melhor por enquanto é ir estimulando ela a se interessar pelas coisas, principalmente a ler quando ela aprender (:

    warpday.blogspot

    ResponderExcluir

Sabe porque a galinha atravessou a rua?
Para ler seu comentário na lan house (Tum dum tsss)